Cidade - Taió

Origem do Nome

 

Há várias versões para o nome do município. Embora na época da colonização os recursos para registros eram eficazes e confiáveis,permanece até hoje em penumbra a origem do seu nome. Tayó, que mudou para Taió com a nova ortografia, atiça a curiosidade dos pesquisadores em busca da verdadeira origem do nome.

 

Há três versões correntes. A primeira e mais aceita é aquela que tem a sua origem na folha de "taiá" ou "taioba, muito em voga na região. Outra versão é que Taió na língua indígena significa" Pedra Grande "ou Morro Grande" - talvez em alusão ao Morro Funil, segundo maior o Estado, com 1555 metros, que outrora pertencia ao município. E a última versão alega que Taió provém de Taiá - uma comida típica dos índios, que hoje ainda é apreciada pela população.

 

 

Dados sobre a Colonização

 

Ex-Oficial alemão, o então engenheiro Emílio Odebrecht, no ano de 1861, e seus oito companheiros, quatro alemães e demais soldados brasileiros, partiram de Blumenau em expedição pela mata virgem do Alto Vale do Itajaí. Enfrentando todo tipo de dificuldade, Odebrecht e sua comitiva, acamparam na barra do rio Taió em 1874. Nessa ocasião o desbravador efetuou as primeiras medições no que é hoje o município de Taió.

 

Pisando em terras taioenses, catequistas de índios, caboclos e caçadores, mais tarde fizeram uso da primeira picada para o Planalto Catarinense, aberta por Emílio. No início do século, inúmeras famílias dos campos de Lages, inconformadas ou perseguidas pela Guerra do Contestado, resolveram mudar para novas terras. Assim, Ramiro Goetten se estabeleceu em Pinhalzinho, Juvêncio Alves de Jesus em Barra Grande, os irmãos Rauen em Laranjeiras e a família Custódio na localidade de Paleta.

 

Em 1916 Eugênio Grewsmuller fez a primeira derrubada, onde hoje é a sede da cidade. No entanto, a ocupação das terras ocorreu de fato no ano de 1917, com a chegada de inúmeros descentes de alemães. Em 1920, Luiz Bertoli Sênior, terminava a ligação rodoviária entre Taió e Bela Aliança, hoje Rio do Sul. Os italianos chegaram em 1921, após a conclusão da ligação rodoviária. A partir de então, várias correntes migratórias fluíram ao local, dada a boa qualidade das terras e madeira que havia em abundância.

 

Data de fundação do município:

 

Em 7 de setembro de 1929, Taió passou a Distrito de São Francisco do Sul, pertencendo mais tarde a Itajaí, Blumenau e Rio do Sul.

 

Em 30 de dezembro de 1948 foi elevado a categoria de município com terras desmembradas de Rio do Sul, cuja instalação ocorreu em 12 de fevereiro de 1949. Em 27 de dezembro de 1959, passou a sede de Comarca, abrangendo os municípios de Salete, Rio do Campo e Mirim Doce, este último desmembrado de Taió em 26 de setembro de 1991. Taió, por fim emancipou-se em 12 de fevereiro de 1949. Esta data veio a ser considerada como o Dia do Município.